A educação está de recuperação?

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Como realmente é a realidade da educação no Brasil? Responder a esta pergunta não é uma tarefa simples, se levarmos em consideração o fato de que toda realidade está sujeita às mais diversas leituras. Pessoas de origens, costumes e localidades diferentes acabam possuindo visões variadas sobre um mesmo assunto. Então, como avaliar uma realidade, reconhecendo seus defeitos e suas qualidades, sendo que, para esta, existe uma gama enorme de interpretações? A solução é: pegar o maior número possível destas, juntá-las, e identificar os pontos convergentes e divergentes das mesmas.

Se a resposta não é simples, imagine na prática! Encontrar e juntar essas visões se torna um trabalho complicado devido a fatores como grandes distâncias geográficas, culturais e sociais, além de falhas nos meios de comunicação. Agora, nada nos impede de tentar pelo menos começar esta difícil tarefa. Esse é o objetivo dos nossos posts, que primeiramente contam a trajetória dos criadores desse blog, em relação à educação: começar observando dentro dela duas faces: o ensino público e o ensino privado. Depois, iremos partir na busca por histórias incríveis relacionadas a esse tema que é tão abrangente e polêmico.

E você, como avalia sua formação escolar? Enfrenta dificuldades por ter estudado em escola pública? Acha que o ensino privado é melhor? Sinta-se a vontade para nos enviar sua história, seja ela pública ou privada, e deixe seu comentário, para nos ajudar a decifrar essa polêmica educação no Brasil.

6 comentários:

Amanda Aron disse...

Esse é um tema tão urgente no Brasil, tão pouco visto e muito abandonado. Em uma sociedade totalmente influenciada pelo iluminismo, como pode ser que o ensino é uma porcaria?
Adorei o tema, temos muitissimo o que abordar dentro dele.
Vamos que vamos, gente!

Luiza Monteiro disse...

Gente, amei o blog de vocês! tanto o tema, quanto a parte "artística".
Parabéns =)

Beeijos.

Luiz Novaes disse...

Gostei muito do tema do blog! Acredito que vocês farão um belo trabalho, pois o tema é excelente. Parabéns pela ideia e também pelo layout.
Passarei em breve!
=)

Mimá disse...

"Tamo chegano, maluco".....será reflexo desse ESTUDO ERRADO???hahaha


Valeu e vamos com tudo....

*Mimá*

Victor Lopes disse...

Como diria a Rachel, esse tema que vocês escolheram é uma usina de pautas...ainda mais num país em que a má qualidade do ensino acarreta outros tantos problemas...eu ousaria dizer que é o problema capital do nosso país, juntamente a violência...ou será que um é o causador do outro? Taí uma boa pauta para vocês.

Isso pra não falar em vários assuntos educacionais que dividem opiniões, como vestibular, cotas raciais, salário por mérito, aprovação automática, etc. Tudo isso e mais um pouco torna esse tema uma fonte inesgotável de assuntos para abordar.

Ana Beatriz Camargo disse...

Em mais um blog eu digo que concordo com o comentário do Victor! Rsrs...

Gente, gostei para caramba do blog de vocês. E como a Luiza comentou, a parte "artística" está um show à parte!

Parabéns pela ousadia no tema, que apesar de já ser um clichê, merece todo o respeito e o bom trato por jornalistas dedicados como eu acredito que vocês são.

Eu não tenho uma história para enviar para vocês, mas gostaria de sugerir um tema que li outro dia (perdoem-me pois não lembro mais em qual veículo). Este referia-se à algo como uma nova proposta de sistema de ensino nas escolas, com tempo de permanência maior em aula e uma relação mais subjetiva entre aluno e professor. O Gabriel Chalita é um arauto dessa proposta, creio eu.


Bem, é isso. Parabéns e vida longa ao Estudo Errado. Estou seguindo com o meu blog.

www.declarando.blogspot.com